Colunistas


Hospital São José - 75 anos de História

Em abril de 2020 o Hospital São José de Dom Feliciano comemorou 75 anos de existência
28/07/2020 Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski

HOSPITAL SÃO JOSÉ – 75 ANOS DE HISTÓRIA

Queridos leitores como no mês de abril de 2020 o Hospital São José de Dom Feliciano comemorou 75 anos de existência, e por estarmos vivendo em uma Pandemia, onde o hospital está sendo muito utilizado e ao mesmo tempo, tem que ter um cuidado enorme para não se tornar transmissor, irei escrever, sobre como é importante o termos, pois infelizmente muitas cidades não tem este serviço. Vamos então voltar ao passado, relembrando um pouco a nossa  história na saúde em Dom Feliciano e como tudo começou. O primeiro médico homeopata de nossa comunidade foi Francisco Valdomiro Lorenz, durante anos ele atendia as pessoas enfermas da colônia e sua esposa Ida Krachefska era parteira, ajudando as mães de São Feliciano onde fosse chamada. Então mesmo trabalhando como professor e agricultor, Lorenz ainda cuidava nossos doentes, dizem que as vezes nem dormia, pois passava a noite ministrando medicamentos, porém em 1929 chegam a colônia de São Feliciano para  ajudar nossos imigrantes  e Lorenz, as Irmãs Franciscanas Bernardinas da Polônia, sendo que alguns anos depois em uma parte da casa que receberam para morar no Lote 45 na cidade, fizeram um local para atender os doentes, era uma espécie de Hospital de Campanha, que ajudava os mais necessitados e com problemas graves. Porém quando receberam a visita do arcebispo Dom João Becker, o mesmo assustado com tamanhas dificuldades, proibiu que as irmãs recebessem mais pessoas para ali se hospedarem doentes e até de outras Irmãs se quisessem vir, mas sugeriu                                              que escrevessem para as Irmãs Bernardinas dos Estados Unidos para pedir ajuda. E assim fizeram, após saberem das grandes dificuldades as Irmãs Americanas não só mandaram o dinheiro como mandaram para a missão Irmãs jovens e preparadas para reforçar os trabalhos, e com experiência na saúde.  As Irmãs Polonesas e Americanas unidas só fizeram nossa saúde e educação na colônia prosperarem, e após 11 anos na quadra 45 da cidade mas atendendo a comunidade como podiam, pois se necessitava de um trabalho de atendimento a saúde. No ano de 1945 iniciou-se a Construção do novo prédio, onde o hospital ainda funciona atualmente na Avenida Borges de Medeiros. Quem idealizou a Construção foi Pe. Constantino Zaikowski que tinha o apoio para trabalhar das Irmãs Franciscanas Bernardinas com o trabalho aos doentes e a generosa colaboração do povo para construir o prédio e comprar os equipamentos necessários para a abertura de um Hospital.  Ao longo dos anos de funcionamento o hospital continuou recebendo o auxílio da comunidade local, verba de governos municipais e estaduais e doação da Congregação das Irmãs. Mas uma das dificuldades foi a questão dos médicos, porque eles viam e iam, mas nunca ficaram, até que finalmente o Dr. Darcílio de Souza Garcia, resolve aqui  se estabelecer, chegou em 1937, e aqui até constituiu família, porém após seu falecimento por muitos anos novamente o hospital só ficou com médicos que vinham de Camaquã e cidades vizinhas. Só após a chegada Dr. Georgios Evremides que tudo se normalizou. Em 1991 foi inaugurado o Bloco de Emergência, anexo ao Hospital São José. Por isso nosso eterno agradecimento a todas as pessoas da área da saúde que trabalharam em nosso hospital, nestes anos e que Deus abençoe a todos que trabalham no mesmo, fazendo parte da história deste povo, nosso muito obrigado e até a próxima coluna!


MAIS DO COLUNISTA

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS