Colunistas


Personalidades - Francisco Valdomiro Lorenz

Parte V - Final
12/10/2019 Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski

MEMORIAL E HOMENAGENS EM SEU NOME

Na última coluna  dedicada a Francisco Valdomiro Lorenz iremos falar sobre seus últimos anos  de vida aqui na terra e sobre os trabalhos que realizamos em Dom Feliciano em sua homenagem. Ainda residindo em Dom Feliciano, após alguns anos estar viúvo,  em 1949 casa-se novamente, agora com Francisca Nalepinski Schumann, ela também estando viúva, mas em 1950 resolvem mudar-se para Porto Alegre para morar próximo aos filhos que já casados lá residiam. Vem a falecer no dia 24 de maio de 1957 em Porto Alegre em sua casa, na Rua Felicíssimo de Azevedo, nº 420, da maneira como havia relatado que seria a alguma tempo antes, com data, local e horário exatos, foi sepultado no Cemitério São João em Porto Alegre, mas no ano de 2012 teve seus Restos Mortais trazidos para sua terra escolhida como seu lar, a Colônia São Feliciano, agora cidade de Dom Feliciano, e descansa em um Memorial feito em sua homenagem na cidade em frente ao Cemitério Municipal que foi idealizado por seus netos Vladimir Lorenz e Sinval Lorenz e pela Diretora de Cultura do município na época Luciana Terezinha Novinski.  O Mausoléu que abriga os restos mortais de Francisco Valdomiro Lorenz, foi inaugurado dia 04 de novembro de 2012 em Dom Feliciano ao lado da Capela Mortuária Municipal, com as presenças ilustres da República Tcheca do  Excelentíssimo Senhor Ivan Jancarek Embaixador, Excelentíssimo Senhor Pavel Prochazka Cônsul Geral, Sra. Martina Cermakowa Professora daquele país e Excelentíssimo Senhor Martin Musel – Cônsul Honorário da República Tcheca em Porto Alegre (in memorian), autoridades locais, familiares e amigos e admiradores deste grande sábio. Foi um momento de grande emoção e convidamos a todos a visitarem o Memorial assim que puderem, nele também estão os Restos Mortais de sua primeira esposa Ida Krachefski e os de Dona Francisca descansam no Cemitério Municipal em frente. Tive a honra de ajudar a produzir e participar do Filme Curta Metragem “Histórias Extraordinárias” da RBSTV afiliada da Rede Globo no RS, intitulado “Muitas Vidas” sobre a vida de Francisco Valdomiro Lorenz.   (https://www.youtube.com/watch?v=RRcsoPSqEmg&t=19s) Idealizei e coordenei o “PRIMEIRO FIM DE SEMANA TCHECO DE DOM FELICIANO” em homenagem a ele. Tendo sábado a tarde no CTG de Dom Feliciano o Curso de Culinária Tcheca ministrado pela Professora daquele país Martina Cermakowa, que foi um sucesso, a noite foi uma Sessão de Cinema, com exibição de um Filme sobre a vida de Lorenz e outro sobre a República Tcheca. E no domingo a tarde tivemos as apresentações artísticas do Conjunto Folclórico Polonês Solidarność de Dom Feliciano, apresentação da Invernada Mirim do CTG Dom Feliciano e o Grupo de Danças Tchecas de Nova Petrópolis “BÖHMERLANDTANZGRUPPE”, que já apresentou-se em diversos Estados do Brasil e também na Argentina, Estados Unidos, Canadá, Alemanha e República Tcheca, uma apresentação incrível. E encerramos a noite com a exibição do filme Tcheco “Kolya” Uma lição de Amor, vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro em 1996. Participei do livro “KOMPLETO GRAMATIKO DE LA TUPIA LINGVO” de Francisco Valdomiro Lorenz. Uma gramática da Língua Tupi, escrita originalmente em Esperanto, em data não conhecida, organizado pelo Professor Fabricio Possebon da Universidade Federal da Paraíba, e o prof. Fernando Pita, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e por mim, o lançamento oficial foi na Bienal do Livro do Rio de Janeiro em 2015. Temos na Casa da Cultura a Biblioteca Pública Municipal que leva seu nome e possui alguns de seus livros e no Museu Municipal tive o prazer de realizar o Espaço Memória com exposição permanente:  “A vida das Famílias Lorenz e Bieszczad em Dom Feliciano”. Temos também na cidade uma Escola de Educação Infantil que se chama Francisco Valdomiro Lorenz. E encerrando citamos que após sua morte foi psicografado por Francisco Cândido Xavier com o livro ‘Esperanto como Revelação’. Peço desculpas por esta coluna ter ficado extensa, mas com certeza foi por merecimento, pois é a coluna de encerramento  sobre este grande sábio que dedicou sua vida a nossa comunidade, creio que nunca teremos palavras suficientes para agradecer tudo que ele fez enquanto aqui esteve, então que esteja bem e em paz onde estiver, pois cumpriu sua missão. Até nossa próxima coluna, espero vocês!



MAIS DO COLUNISTA

FACEBOOK

1

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS