Colunistas


Personalidades - Ceslavo Bystronski - Um descendente de Imigrantes e Comerciante atuante

Nesta coluna estarei falando sobre a vida do descendente de imigrantes que na outra edição nos narrou a chegada de sua família a São Feliciano
07/10/2021 Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski

Anterior Próximo

Nesta coluna estarei falando sobre a vida do descendente de imigrantes que na outra edição nos narrou a chegada de sua família a São Feliciano. O Sr. Ceslavo Bystronski, que nasceu no Brasil dia 11 de janeiro de 1911, filho de Francisco e Bronislava Bystronski, casado com Wladislava Wolowski, e que tiveram três filhos: Irineo, Justina e Terezinha. Era comerciante tinha um dos armazéns mais tradicionais da colônia, a sua casa comercial foi fundada em 1937, ficando sob sua direção até 1973, quando se aposentou, assumindo então deste ano até 2002 seu filho Irineo, sendo 65 anos de funcionamento. Era um comércio varejista e vendia secos e molhados, ferragens, tecidos, fogões, rádios, plásticos, madeiras e armarinho, na época era um comércio arrojado pois era preciso fazer pedido mínimo de 100 milheiros de cravos  de ferrar, 1500 kg de soda cáustica comprada direto da Inglaterra com a ajuda de um amigo atacadista de Porto Alegre. A carga de madeira de pinos era comprada por Irineo Bystronski em Caxias, Canela e São Francisco de Paula. O comércio oferecia emprego para uma média de quatro balconistas. E tenho orgulho em dizer que meu primeiro emprego foi no Armazém de Irineo Bystronski o qual trabalhei por 3 anos, só saindo porque fui trabalhar na Rádio Integração, porque tanto os patrões, Sr. Irineo e D. Leonarda, como os colegas que tive lá foram inesquecíveis, uma experiência maravilhosa que recordo com carinho. O grande sonho do Sr. Ceslavo era visitar a Polônia para reencontrar com seus familiares. Depois de muita perseverança conseguiu realizar seu sonho em 1980, onde em viagem a Polônia o acompanharam sua esposa Wladislawa, e os Padres José Wojnar,  Marcelino Sivinski e Francisco Stachlewski Sobrinho e tiveram a oportunidade de conhecer vários pontos turísticos. No Mosteiro de Czestochowa foi homenageado com lugar de destaque na Missa Dominical das 11 horas. Permaneceram na Polônia durante 26 dias. E no dia 28 de Julho de 1990, boa parte da comunidade e seus familiares tiveram o prazer de assistir e registrar a um maravilhoso e raro acontecimento em Dom Feliciano, as Bodas de Diamante (60 anos de casados) do casal Ceslavo e Wladislawa Bystronski, o evento contou com uma Missa de Ação de Graças celebrada pelo amigo Pe. José Wojnar, o Provincial da Sociedade de Cristo do PR, Pe. Geraldo Pilich e Pe. Marcelino Sivinski, filho desta terra. O casal tem três filhos: Irineo casado com Leonarda Ienczak, que teve quatro filhas: Leônia, Rosi, Lúcia e Margareth; filha Justina casada com Celau Szczepaniak que teve três filhos: Laudimir, Rosane e Elisabeth; e a filha Terezinha casada com Francisco Puchalski que teve dois filhos: Claunei e Cláudia. A família Bystronski é uma família bastante respeitada e conceituada na comunidade. Além da missa teve também a festa em comemoração aos 60 anos de matrimonio do casal, com almoço servindo comidas típicas, como leitão e cucas assados em forno a lenha de rua, além do churrasco e outras especialidades. Felizes estavam o casal, filhos, netos e bisnetos que puderam alcançar tão significativo acontecimento. Pois quem os conhecia sabe que eram um casal que trilhou uma grande caminhada de coragem, bondade, honestidade, justiça e caridade fundamentadas na fé em Deus.   FONTE: Luciana T. Novinski e Rosi Bystronski Remboski.

MAIS DO COLUNISTA

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS