Colunistas


Narrativas de descendentes imigrantes – Linha São Braz –  Barra do Arroio Tigre - PARTE II

Vamos dar continuidade a coluna anterior, que falava sobre a atuante comunidade São Braz da Barra do Arroio Tigre, nas palavras de Irene Tworkowski (in memorian) que lá residiu.
30/08/2021 Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski

Anterior Próximo

Queridos leitores e leitoras vamos dar continuidade a coluna anterior, que falava sobre a atuante comunidade São Braz da Barra do Arroio Tigre, nas palavras de Irene Tworkowski (in memorian) que lá residiu. Vamos citar um trecho publicado no Jornal da Polônia no Brasil dia 07/12/1934 pelo Sr. Dr. Tadeusz Grabowski: “Religião, escola e atividades criadoras, são os três fatores do progresso que encontramos nesta colônia de poloneses em São Feliciano.” Em 1935 foi inaugurado pelo Exmo. Sr. Inácio Luiz Pereira da Silva, Prefeito de Camaquã, um monumento em homenagem ao General Tadeusz Kosciusko, Herói Nacional da Polônia, que pelos seus feitos memoráveis representa a força do trabalho polonês. Esse monumento erguido pelo povo da comunidade recebeu autorização da Prefeitura de Camaquã pelo Artigo nº 214 de 05 de maio de 1935. Foi igualmente desenvolvida uma programação oferecida pela Prefeitura de Camaquã constando de: Vinda de uma Comissão do Estado e da cidade de Camaquã recebida por uma multidão de presentes. Missa festiva presidida pelo Pe. Antônio Myska de São Feliciano e Pe. Water Hanquet de Camaquã. Na homilia foi enaltecido o significado histórico deste feito. Após um suculento churrasco ao meio dia, houve a inauguração. Na oportunidade usou da palavra o Dr. Armando da Silveira, exaltando o progresso desta colônia polonesa para o município. O discurso oficial em nome da Sociedade, elevando a figura do General homenageado foi proferido pelo professor Hilário Mariano Uszacki, e durante a cerimônia cívica, também falaram: Pe. Myska, Dr. Dante Laytano e o engenheiro Sr. Estevão Sobczak. Foi lida em português e polonês a Biografia do General Tadeusz Kosciusko pelos Srs. Hilário M. Uszacki e José Lempek e também foram feitas declamações. A culminância foi a noite com um grandioso baile, organizado pela Diretoria da Sociedade Recreativa e que teve um grande número de participantes. Assim sendo os filhos dos agricultores desta comunidade sempre marcharam para construir a grandeza do homem, imortalizando sua bravura e seus feitos. Encerramos esta coluna que foi narrada por Irene Tworkowski ( in memorian) sobre os feitos na comunidade onde residiu, Linha São Braz, Barra do Arroio Tigre.  Encerro aqui esta narrativa sobre a Linha São Braz, relatando outra experiência na próxima coluna, até lá!



MAIS DO COLUNISTA

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS