Colunistas


Evolução Cultural - Idealização e criação da Sociedade Progresso

Confira a coluna sobre a Evolução Cultural de nossa colônia, a vontade de se querer criar uma sociedade para suprir as necessidades culturais.
12/09/2020 Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski

Anterior Próximo

Queridos leitores hoje estarei falando sobre a Evolução Cultural de nossa colônia, a vontade de se querer criar uma sociedade para suprir as necessidades culturais. Pois em nossa comunidade as pessoas naquela época estavam preocupadas em atender a formação cultural dos que buscavam os conhecimentos e resolveram então convidar a comunidade com objetivo de criar uma Sociedade com este fim. O encontro foi realizado dia 05 de julho de 1914, no qual compareceu um grande número de pessoas interessadas, e destes imigrantes primeiramente foi escolhida uma Diretoria, assim composta: Presidente: Alexandre Narozny, Vice – Presidente: Ludovico Janovik, Secretários: Estanislau Kedrycki e Stefan Gostynski, Bibliotecário: Carlos Muszynski, Tesoureiro: José Bukowki, Conselho Fiscal: Boleslau Zalewski, Michael Sobierajski e Antônio Kulczynski. A notícia do encontro foi publicada no Jornal Polonês de Curitiba em 12/09/1914, enviada pelos senhores Alexandre Narozny e Estanislau Kedrycki. A ideia da construção da Sociedade foi amadurecendo, e no dia 23 de janeiro de 1916, após a missa, os interessados reuniram-se mais uma vez para fundar a sociedade que se chamaria “POSTĘP” (Progresso). Em grande solenidade lançaram a Pedra Fundamental para construir a Sociedade, onde também funcionaria uma escola polonesa. Falou na ocasião o Sr. Narozny explicando os benefícios que teriam com a construção deste prédio. As crianças da Escola do Professor Carlos Muszynski cantaram algumas canções e o aluno Antônio Kober, declamou uma poesia. Finalizando, o Professor fez uma coleta de doações para construção do prédio, entre os presentes. A noite foi realizada uma reunião dançante na residência do Sr. Choinski, para angariar fundos destinados a construção da Sociedade. Neste dia no total de doações foi recolhido 404 mil réis e 760 vinténs, assim distribuídos: Coleta na comunidade 197,34, reunião dançante 96,360, oferta dos padrinhos da Pedra Fundamental 91,100, e oferta do Pe. Stawianowski 20,000. Esta notícia também foi publicada no Jornal Polonês de Curitiba. E a tão sonhada “SOCIEDADE PROGRESSO” foi inaugurada em 1918, desempenhando um papel importantíssimo na história do desenvolvimento cultural, social e político da colônia, pois além de escola, tinha  uma biblioteca, realizavam ensaios musicais, teatro, dança, salão de festas e eventos importantes da colônia, que eram muito realizados na época, também era local de reuniões importantes da comunidade, de todas áreas. Lembrando que por ser bastante utilizada foi se desgastando, então quando o Sr. Kazimierz Przybysz assume a Presidência realiza uma grande reforma. Após a mesma a Sociedade foi utilizada para Juri e apurações municipais, e a posse da Primeira Câmara de Vereadores, Prefeito e Vice – Prefeito. E iremos recordar um importante evento que era realizado na Sociedade, “O Baile da Rosa”, que posteriormente foi chamado de “Baile da Primavera”, sendo que o 1º baile foi em 1941, sendo eleita a Rainha Filomena Szostakowski. Era um momento muito esperado porque as moças vestiam vestidos de gala cor de rosa, onde além do desfile, elas dançavam com rapazes bem vestidos de terno que cada candidata já trazia para a acompanhar, era um baile espetacular e diziam que era inesquecível. Sem dúvida nenhuma foi um marco na colônia São Feliciano, pena que infelizmente agora encontra-se abandonada e sem funcionamento. Mas aos pioneiros que iniciaram e concluíram esta grande obra e as Diretorias que fizeram parte da história desta sociedade, nosso agradecimento eterno. Até nossa próxima coluna!

MAIS DO COLUNISTA

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS