Colunistas


O Ritual antes do casamento

Namoro e noivado de antigamente
29/07/2019 Fonte: Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski
Luciana Terezinha Novinski

Queridos leitores iria começar a coluna sobre personalidades, mas como alguns pediram para escrever como era o namoro até chegar o casamento, já que falei como OS CASAMENTOS  eram, vou escrever porque achei interessante também, espero que gostem. A maioria dos casais se conheciam em bailes ou surpresas (eram as festas que se realizavam de surpresa na casa de algum aniversariante, a vizinhança e moradores próximos se juntava e a noite chegavam com tocadores convidados na casa para realizar o baile e soltavam foguetes para avisar que estavam chegando e se divertiam a noite inteira). Os casais dançavam em um baile, e surgia apenas uma troca de olhares, que se era correspondida, em um outro baile eles dançavam de novo e conversavam, e assim era por algum tempo, par de dança nos bailes, mas se o moço queria algo mais sério conversava com a moça e pedia se podia ir a casa dela pedir para visita-la em casa, dia marcado, o rapaz chegada  na casa dos pais de sua pretendente e eles saiam para recebê-lo e já perguntavam se ele realmente queria namorar para futuramente casar, senão nem precisava ter vindo, o rapaz confirmando suas boas intenções era recebido e a moça era chamada  por seus pais, e então eles diziam aos dois que concordavam com o namoro. E assim sempre nos finais de semana o rapaz visitava a namorada se tivesse o consentimento dos pais, e almoçava também.  E então sempre após alguns anos de namoro vinha o noivado. Os pais do noivo vinham com ele até a casa da noiva no dia combinado trazendo as alianças, para um almoço ou café da tarde e sempre traziam uma bebida para agradar, e neste dia após se aliançarem como diziam,  já marcavam também o dia que seria o casamento, na maioria das vezes a data era escolhida pela noiva e já marcavam o curso de noivos que era obrigatório e que durava um mês, mas que tinha que ser feito. E então ambos começariam a arrumar os chamados enxovais que eram indispensáveis para iniciar através do casamento uma nova família. A noiva tinha que ter as louças da cozinha, as roupas de cama, toalhas, umas galinhas, um casal de porcos, um casal de patos, uma vaca,  máquina de costura e os móveis necessários da casa. E o noivo  arrumava a casa (própria, arrendada ou alugada por safra) , dois cavalo, as encilhas , uma carroça, e todas ferramentas para se trabalhar em casa e na lavoura. Após tudo pronto estava próximo a festa de casamento, onde os convites eram distribuídos e o casamento se realizava conforme relatei nas colunas anteriores. Agradeço mais uma vez a companhia de vocês leitores e até a nossa próxima edição!





MAIS DO COLUNISTA

FACEBOOK

1

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS